Fale com GEO Fale com GEO

X passos para fazer o planejamento semestral de vendas com base no analytics

23 de janeiro de 2023

Um planejamento de vendas semestral é um documento que reúne uma série de informações, estratégias e metas para um período de seis meses. Assim, ele permite o monitoramento constante das etapas estabelecidas, junto com as técnicas escolhidas e a ordem de realização de cada um dos passos.

O analytics é uma das ferramentas da #GEO que otimiza seus resultados, já que te permite analisar uma série de dados. Com essa ferramenta é possível:

  • Gerenciar e definir metas mais assertivas, organizando por canais, gerentes e representantes;
  • Usar indicadores com foco nos resultados;
  • Comparar períodos de vendas anteriores;
  • Mapear a cobertura de vendas;
  • Combinar relatórios;
  • E muito mais!

Por isso, este artigo vai lhe mostrar 5 passos para fazer o planejamento semestral de vendas com base no analytics. Afinal, essa ferramenta permite que o empreendedor descubra como vão as vendas no momento, que acompanhe indicadores e com isso, trace metas muito mais efetivas. Continue a leitura e saiba mais!

O que é e para que serve o planejamento semestral de vendas?

Todo planejamento de vendas tem como objetivo a organização e otimização dos processos de vendas. Assim, são definidas metas, são feitas análises sobre o cenário atual da empresa, há planejamento para prospecção de clientes, negociação e também para o pós-venda. Ou seja, o planejamento envolve todas as etapas da jornada do cliente.

Quando esse planejamento é feito de forma semestral, temos o recorte temporal de 6 meses. Neste caso, cabe a elaboração de metas de curto e médio prazo. Assim, aqui entram estratégias para alcançar melhores resultados em um tempo reduzido.

5 passos para fazer o planejamento semestral de vendas com base no analytics

Agora que já entendemos o que é o analytics, além de saber mais detalhes sobre o que é um planejamento de vendas semestral, vamos para os passos. A seguir, listamos 5 passos simples a serem seguidos e que vão te ajudar a ter mais resultados nas suas vendas nos próximos seis meses.

1. Entenda seu cenário atual

A base de um bom planejamento é compreender o seu cenário atual. Em outras palavras, esse momento inclui analisar os números referentes às suas vendas, leads, taxas de conversões e outros fatores fundamentais.

Assim, antes de colocar a mão na massa e criar um planejamento, é importante avaliar dados como:

  • Qual o período mais propício para vendas no ano?
  • Qual o momento menos propício?
  • Qual é a sua taxa de ganho? Aqui entram os números referentes às suas taxas de conversões;
  • Qual o valor médio de cada pedido?
  • Em quais produtos você deseja focar no próximo ciclo de vendas?
  • Comparação dos últimos ciclos: quanto você cresceu no último ciclo? Ou as vendas caíram?

Com essas informações em mãos é possível estruturar seu planejamento de forma mais assertiva, com base no que você já tem hoje. Assim, seu negócio pode traçar metas de crescimento em relação ao período anterior, além de ser mais fácil mensurar esses resultados futuramente.

Vale lembrar que com a ferramenta analytics da #GEO você tem acesso a todos esses dados e muitos outros!

2. Estabeleça metas e objetivos

Agora, chegou a hora de realmente criar o seu planejamento. O primeiro passo é a definição de metas e objetivos estratégicos, que devem usar seus dados como base. Seus atuais clientes, receita, valor médio das vendas e outros dados vão te ajudar a saber como direcionar seus esforços. De forma geral, você pode criar os seguintes tipos de metas:

  • Renda x a ser atingida;
  • Crescimento percentual em relação ao semestre anterior;
  • Definir um número de conversões ou vendas por mês;
  • Definir um número de conversões ou vendas semestral;
  • Aumentar o ticket médio;
  • Entre outras, de acordo com o crescimento desejado pela empresa.

3. Defina quais estratégias usar

Definidas suas metas e objetivos, chegou o momento de definir quais estratégias você vai utilizar para alcançá-las. Neste sentido, é preciso listar quais estratégias são as mais efetivas e aplicáveis, considerando seu time e seu atual cenário. Neste caso, alguns exemplos de estratégias são:

  • Experimentar e/ou investir mais em mercados que têm trazido sucesso de vendas ou que são mais promissores;
  • Expandir seu mix de produtos com o objetivo de atrair mais clientes ou aumentar seu ticket médio;
  • Adaptar seus produtos de acordo com as tendências emergentes no mercado;
  • Expandir sua atuação nas redes sociais, em busca de construir autoridade, conquistar novos clientes ou fidelizar aqueles que já possui;
  • Definir x produtos que já estão no seu top vendas e investir em mais divulgação e outros esforços nesses produtos;
  • Criar promoções para vender produtos que estão parados no seu estoque;
  • Entre outros exemplos de acordo com a realidade do seu negócio.

Definir suas estratégias é uma das fases mais importantes para o planejamento de qualquer negócio. Nesta fase, suas estratégias devem ser escolhidas com base em quais mercados você deseja atingir, quais produtos deseja vender e em como andam suas vendas no momento.

4. Crie um plano de ação com os próximos passos

Com base em todos os passos listados até aqui, quais são as ações que serão feitas nos próximos seis meses? Crie um cronograma listando todas elas, com data de início e término e as devidas etapas a serem realizadas.

É importante também definir o tempo que será investido em cada uma das etapas, como por exemplo, entre 6 e 8 horas semanais para captar novos leads. Ou então, definir em porcentagem, como entre 10% e 15% do tempo semanal. Lembre-se de considerar o tempo semestral para listar os próximos passos.

5. Liste os principais desafios do momento e como resolvê-los

Por fim, é importante listar os principais desafios do momento e maneiras de resolvê-los. Com base nos dados do analytics também é possível observar, por exemplo, períodos mais parados nas vendas, queda no ticket médio em um determinado período, entre outros dados, que variam de acordo com cada negócio.

Dessa forma, também é possível criar metas e um plano de ação específico focado em resolver os possíveis problemas.

Dica extra: monitoramento contínuo

Passados os seis meses, é importante manter o monitoramento contínuo, observando se as metas foram atingidas, qual foi o crescimento e o que fazer depois deste período.

Tudo isso é possível com o analytics, a ferramenta da #GEO para acompanhar de perto seus resultados e fazer planejamentos mais estratégicos, baseados em dados reais do seu negócio. Acesse nosso site e saiba mais!


Receber mais dicas e materiais exclusivos...

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao continuar a usar este site, você concorda com o uso de cookies de acordo com nossa Política de Privacidade